Saudita diz que acusação contra ele mudou sua vida

Um piloto saudita, cujo nome aparece na lista dos terroristas que perpetraram os atentados do dia 11, Abdulrahman Said Alomari, disse hoje estar certo de que a série de ataques "mudará sua vida para sempre". Outros cinco cidadãos sauditas têm nomes idênticos aos dos incluídos na relação dos 19 responsáveis diretos pelos ataques.Apesar das suspeitas de que os terroristas usavam passaportes e carteiras de identidade falsificadas, o diretor do FBI, Robert S. Mueller, afirmou estar quase certo de que a maior parte dos seqüestradores apresentaram documentos verdadeiros.Segundo o jornal saudita Al Sharq al Awsat, nos últimos quatro anos as autoridades do país receberam a comunicação de extravio de 5 mil passaportes. Para enfrentar o problema, o ministro do Interior saudita, Naif bin Abdul Aziz, pretende trocar o modelo de passaporte até dezembro.Pelo menos 44 pessoas estão prestando depoimento nos EUA sobre os atentados. Outros 200 estrangeiros, detidos após a série de ataques, estão sendo investigados por delitos de imigração.A polícia americana tenta desvendar a rede de Osama bin Laden no país. No fim de semana, um palestino, cujo nome constava num livro de endereços de um secretário de Bin Laden, foi preso em Dallas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.