Sauditas emprestam US$ 2 bilhões ao país após o golpe

Apesar da contínua crise interna, o governo interino do Egito tem tentado demonstrar ao mundo que o ambiente para os negócios está se normalizando no país. O banco central egípcio afirmou ontem que recebeu US$ 2 bilhões da Arábia Saudita, a mais recente parcela de um pacote de ajuda de US$ 12 bilhões prometido pelos países do Golfo, depois da deposição do presidente Mohamed Morsi.

O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2013 | 02h11

As finanças do Egito, que já enfrentavam dificuldades com o clima de conflito político desde as revoltas populares de 2011, pioraram nos cinco primeiros meses de 2013, com o déficit orçamentário aumentando até quase metade de todas as despesas do Estado. O banco central egípcio já havia recebido US$ 3 bilhões dos Emirados Árabes Unidos na quinta-feira. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.