Sauditas prendem terroristas treinados para usar aviões

O Ministério do Interior da Arábia Saudita informa que alguns dos terroristas capturados numa batida das forças de segurança haviam sido treinados para usar aviões civis e, missões suicidas. O porta-voz do ministério descreveu os detentos como "portadores da ideologia da Al-Qaeda" no reino. "Eles foram treinados em aviões civis, para usar os aviões como ferramentas para executar operações suicidas", disse o porta-voz Mansour al-Turki, em entrevista por telefone. "O mais recente grupo que capturamos é de portadores da ideologia da Al-Qaeda, trabalhando para atingir objetivos da Al-Qaeda, que são dominar a sociedade". O uso de aviões civis seqüestrados como arma foi a principal marca dos atentados de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos, que levaram à destruição das Torres Gêmeas de Nova York e ao início da atual "guerra ao terror" do presidente George W. Bush.Os comentários marcam uma rara menção direta à Al-Qaeda por uma autoridade saudita. O discurso oficial do reino costuma referir-se à organização como um "grupo dissidente".Mais cedo, o governo saudita havia anunciado que a batida antiterrorista tinha capturado 172 extremistas islâmicos, e interrompido planos para a execução de ataques aéreos contra refinarias de petróleo, resgatar extremistas da cadeia e matar autoridades.Uma autoridade chegou a dizer que os preparativos dos terroristas estavam completos, e que os extremistas só aguardavam a "definição da hora zero".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.