Schäuble vê chance de acordo de coalizão na Alemanha

O ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, disse em entrevista publicada hoje pelo jornal semanal Die Zeit que vê a possibilidade de os partidos conservadores da primeira-ministra Angela Merkel superar divergências sobre questões como aumentos de impostos e salários mínimos e fechar um acordo de aliança com o Partido Social-Democrata (SPD, na sigla em alemão), de centro-esquerda.

Agência Estado

25 de setembro de 2013 | 08h09

Nas eleições nacionais do último domingo, o grupo de centro-direita de Merkel conquistou 41,5% dos votos e o oposicionista SPD teve o segundo melhor desempenho, com 25,7% do total.

A coalizão de Merkel acabou perdendo a maioria no Parlamento por causa do fraco resultado de seu aliado menor, o Partido Democrático Liberal (FDP), que teve 4,8% dos votos, abaixo do mínimo de 5% exigido para ocupar assentos na Casa.

No começo da semana, Merkel anunciou que tinha feito um contato inicial com o presidente do SPD, Sigmar Gabriel, para discutir a possibilidade de negociações para a formação de um grande governo de coalizão. Posteriormente, Gabriel afirmou que a aliança não seria "automática". O SPD vai decidir se inicia conversas sobre uma aliança com os conservadores durante convenção nesta sexta-feira.

Ao Die Zeit, Schäuble disse que as exigências do SPD de impostos mais altos e um salário mínimo nacional não constituem impedimento que não possa ser superado. "Se os futuros parceiros de um futuro governo tiverem o mínimo de bom senso, é sempre possível chegar a um acordo", afirmou o ministro na entrevista. Schäuble disse acreditar, no entanto, que o governo alemão não precisa de receita adicional de impostos.

Schäuble afirmou ainda que Merkel deverá conseguir fechar uma aliança com o SPD ou com o Partido Verde, que recebeu 8,4% dos votos nas eleições do fim de semana. Fonte: Market News International.

Mais conteúdo sobre:
AlemanhaSchäuble

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.