Schoröder e Chirac defendem papel para ONU no Iraque

O chanceler alemão Gerhard Schröder e o presidente da França, Jacques Chirac, concordaram, em conversa telefônica realizada esta manhã, que o Conselho de Segurança da ONU deve ter um papel central na busca de uma solução para o conflito no Iraque, de acordo com um porta-voz do governo alemão. Schröder e Chirac conversaram cerca de seis horas após o presidente dos EUA, George W. Bush, ter anunciado o início da guerra para desarmar o Iraque. Os dois líderes devem se encontrar hoje à tarde, durante um encontro da União Européia, em Bruxelas. O porta-voz do governo alemão recusou-se a dar mais detalhes sobre a conversa, mas fez referências a declarações do presidente da Rússia, Vladimir Putin, que classificou como um "grande erro político" a decisão de Bush. "A Rússia pretende defender uma política que traga a questão do Iraque para o âmbito dos termos da resolução do Conselho de Segurança da ONU", afirmou Putin, em declaração dada nesta manhã.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.