Schroeder toma posse para seu segundo mandato

O Parlamento alemão confirmou o chanceler (primeiro-ministro) Gerhard Schroeder e seu gabinete para um segundo mandato de quatro anos, concedendo aprovação formal à coalizão de centro-esquerda que ganhou as eleições do mês passado. Os eleitores deram aos social-democratas de Schroeder e a seu sócio na coalizão, o Partido Verde, 305 votos na Câmara baixa, de 603 assentos - três a mais do que os exigidos. Os conservadores, na oposição, haviam dito que votariam contra Schroeder. Acompanhado dos 13 membros de seu gabinete, Schroeder prestou juramento na sede do Parlamento, tornando-se o primeiro governo a iniciar suas funções em Berlim desde que a administração federal se mudou, de Bonn, para antiga capital. O chanceler usou as palavras prescritas pela Constituição: "Dedicarei minha força ao bem-estar do povo alemão". Mas terá pela frente um difícil tarefa, já que a economia do país continua estagnada. Antes de iniciar seu novo período, Schroeder preocupou os líderes empresariais e a oposição alemã, ao reconhecer um déficit de ? 10 bilhões (US$ 9,8 bilhões) no Orçamento, e seus planos para aumentar os impostos.Os críticos dizem que Schroeder não administrou bem a economia e o desemprego, e que não admite mudanças no rígido mercado de trabalho, nem nos programas sociais, vistos como dispendiosos, do governo. Schroeder também está sendo prejudicado por suas relações difíceis com Washington, já que se opõe a um ataque americano contra o Iraque. Essa posição o levou a conquistar votos mas aborreceu a Casa Branca, particularmente depois que uma ministra de Schroeder comparou o presidente George W. Bush a Hitler. A ministra não foi escolhida para integrar o novo gabinete. Com um índice de desemprego em torno de 10%, um crescimento quase nulo e o crescente custo dos programas sociais, Schroeder colocou suas esperanças em um ?superministério?, que concilia os assuntos trabalhistas com a economia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.