Schwarzenegger declara crise fiscal na Califórnia

Após acusar a liderança do Legislativo da Califórnia de "negar-se a agir", o governador Arnold Schwarzenegger declarou o Estado em crise fiscal e invocou poderes de emergência para reduzir gastos em US$ 150 milhões, especialmente em programas do serviço social, sem a aprovação dos deputados.Uma semana após ter assinado um pacote de amplas medidas financeiras, Schwarzenegger viu-se forçado a agir por causa dos protestos de líderes civis e comunitários, contra os cortes adotados. Os cortes permitirão usar o dinheiro perdido quando o governador republicano manteve sua promessa de campanha, anulando um imposto sobre automóveis que era altamente impopular.Os fundos serão usados pelos governos de cidades e condados que perderam, desde então, mais de US$ 300 milhões. A decisão de Schwarzenegger servirá para pagar uma pequena parte dos US$ 2,6 bilhões perdidos, no ano, com a anulação do imposto dos veículos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.