Scotland Yard teme atentado suicida em Londres

A Scotland Yard anunciou nesta que revisará novamente, e com urgência, seu sistema de segurança contra possíveis atentados extremistas dentro do território britânico e destacou que Londres "teve muita sorte" por ter escapado de ações suicidas nos últimos dias. Os agentes de segurança da Scotland Yard consideram que a capital britânica será a próxima na lista de atentados e, por este motivo, possíveis alvos estão sendo estudados "em cada cidade e em cada povoado da Grã-Bretanha", segundo a corporação.O anúncio vem à tona pouco depois dos atentados contra Riad (Arábia Saudita) e Casablanca (Marrocos), na semana passada. O recém-eleito presidente da Associação de Oficiais da Polícia Britânica, Chris Fox, declarou que "terroristas suicidas são um problema totalmente diferente do que já se viu antes" e afirmou que "Londres teve muita sorte por não ter sido vítima" desse tipo de ação.Relatórios recentes dos serviços secretos MI-5 e MI-6 indicam que cerca de 50 militantes extremistas vivem na Grã-Bretanha e estão dispostos a provocar ataques a bomba contra alvos ocidentais.Por sua vez, a polícia metropolitana de Londres anunciou que nas últimas semanas mais de 300 agentes de segurança foram treinados para enfrentar a possibilidade de ações com agentes químicos, biológicos ou nucleares, além do deslocamento de policiais a possíveis alvos na capital britânica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.