Se Sharon é homem de paz, suicidas também são, diz líder malaio

O primeiro-ministro da Malásia, Mahathir Mohamad, disse hoje que se o premier israelense, Ariel Sharon, pode ser considerado um homem de paz, então os suicidas islâmicos também deveriam ser tratados da mesma maneira. O líder malaio estava se referindo à afirmação do presidente dos EUA, George W. Bush, de que Sharon é um "homem de paz", apesar de anos de envolvimento do premier de Israel no conflito entre árabes e israelenses. "Algumas pessoas consideram Sharon um homem de paz. Se ele é um homem de paz, então todos os suicidas são também homens de paz", disse Mahathir, que deverá se encontrar com Bush em meados do próximo mês durante uma visita oficial aos Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.