Seca leva à fuga de 110 mil somalis, revela ONU

ADIS-ABEBA

, O Estado de S.Paulo

08 de julho de 2011 | 00h00

O Programa de Alimentação das Nações Unidas anunciou ontem que a dura seca que castiga a Somália já deixou pelo menos 110 mil refugiados nos últimos meses. Os somalis estão escapando pela fronteira com a Etiópia, onde tentam se abrigar em campos improvisados mantidos pela ONU.

Pelo menos 1.600 somalis chegam diariamente aos campos de refugiados da região etíope de Dolo Ado. Segundo funcionários das Nações Unidas, a maior parte dos somalis termina a jornada entre os dois países com graves problemas de desnutrição e extremamente fraca.

A ONU estima que cerca de 12 milhões de habitantes do Chifre da África, no nordeste do continente, apresentam quadro de desnutrição em razão da seca. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.