Seca na China afeta mais de 3 milhões de pessoas

Províncias prejudicadas de Sichuan e Yunan contribuem com 16% da produção de cereais do país

Efe,

08 de março de 2010 | 03h50

Mais de 3 milhões de pessoas sofrem com a falta de água na província de Guizhou, em consequência da seca que castiga o sudoeste da China, informou o Escritório de Controle de Enchentes e Ajuda contra a Seca, em declarações divulgadas pela agência oficial Xinhua.

 

Segundo a imprensa, a seca também afetou o abastecimento de água para 1,56 milhão de cabeças de gado nessa região.

 

Por enquanto, apenas em Guizhou, 1,3 milhão de pessoas foram deslocadas e US$ 10,77 milhões foram gastos para a ajuda.

 

O Ministério da Agricultura indicou que 4,09 milhões de hectares foram afetados em todo o sudoeste do país.

 

Quase metade dessas terras de cultivo foi seriamente prejudicada, as quais se localizam principalmente nas províncias de Yunan e Sichuan.

"Essas terras contribuem com quase 16% da produção anual de cereais e, por isso,são importantes para a produção total de cereais", destacou o Ministério.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.