Kevin Lamarque/REUTERS
Kevin Lamarque/REUTERS

Secretária de Educação de Trump renuncia ao cargo após invasão do Capitólio

Betsy DeVos culpou republicano por inflamar ânimos no ataque e se tornou segunda funcionária do gabinete federal a deixar o cargo após o ataque

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de janeiro de 2021 | 23h34

WASHINGTON - A secretária de Educação Betsy DeVos renunciou ao cargo nesta quinta-feira, 7, se tornando a segunda pessoa do gabinete federal a deixar o cargo após os distúrbios causados pelos apoiadores de Donald Trump no Capitólio.

Em sua carta de demissão, DeVos culpou Trump por inflamar as tensões no violento ataque à sede da democracia do país. "Não há dúvida do impacto que sua retórica teve sobre a situação, e este é o ponto de virada para mim'', disse.

A secretária de Transporte Elaine Chao apresentou sua renúncia na quinta-feira. A notícia da renúncia de DeVos foi publicada pela primeira vez pelo Wall Street Journal.

Em uma carta de despedida ao Congresso emitida há poucos dias, DeVos havia instado os legisladores a rejeitar as políticas do presidente eleito Joe Biden e a proteger as políticas do governo Trump que Biden prometeu eliminar. /NYT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.