Secretária do meio ambiente dos EUA renuncia

A diretora da Agência de Proteção Ambiental dos EUA, Christie Whitman, renunciou ao cargo nesta quarta-feira, dizendo em uma carta que quer passar mais tempo com a família. Na carta enviada ao presidente George W. Bush, Whitman disse que estava deixando a secretaria porque, "apesar de os últimos dois anos e meio terem sido satisfatórios para mim, profissionalmente, é tempo de voltar ao meu lar com meu marido em New Jersey, que amo tanto quanto você ama seu Estado do Texas", escreveu ela ao governante. Com a saída de Whitman como administradora da EPA (sigla em inglês da agência), Bush perde uma das mulheres mais destacadas de seu gabinete, uma ex-governadora do Estado de New Jersey de tendência moderada que ajudava a abrandar a imagem do presidente de político conservador, especialmente nos temas ambientais. Whitman tem um histórico de confrontos com a Casa Branca que começaram com a repentina decisão de Bush de afastar-se do acordo internacional sobre o aquecimento global. Enquanto se aproxima a época da campanha para a reeleição, os funcionários de Bush consideram que os próximos meses são ótimos para afastar-se do governo ou, pelo contrário, permanecer na administração até depois de 2004. Na segunda-feira, o porta-voz presidencial, Ari Fleischer, também anunciou seu afastamento a partir de julho. Whitman disse que sua renúncia será efetiva a partir de 27 de junho. A funcionária se reuniu com Bush na terça-feira à tarde para comunicar-lhe a decisão, informou a EPA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.