Mandel Ngan/AFP
Mandel Ngan/AFP

Secretário da Habitação testa positivo para covid após festa de Trump na Casa Branca

Ben Carson, ex-candidato republicano à presidência dos EUA, participou da recepção organizada para celebrar vitória do republicano 

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2020 | 17h51

WASHINGTON - O secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano do gabinete de Donald Trump, Ben Carson, testou positivo para a covid-19. Carson, neurocirurgião aposentado, foi rival de Trump nas eleições primárias do Partido Republicano. 

Carson participou da recepção e depois da declaração à imprensa do presidente durante a noite da eleição, no dia 3. De acordo com a imprensa que fez a cobertura do evento, a maioria dos participantes compareceu sem máscaras e a noite está sendo vista como a origem de um segundo surto de coronavírus no círculo próximo ao presidente.

O primeiro a ter um diagnóstico de covid-19 confirmado foi o chefe de gabinete de Trump, Mark Meadows. Depois, outros assistentes também foram diagnosticados. Mas a idade de Carson, 69 anos, o coloca em uma categoria de risco mais alto para complicações graves do que alguns dos outros no governo Trump que contraíram o vírus.

Carson testou positivo depois de ir ao hospital militar Walter Reed para fazer o teste para covid-19, quando ele apresentou os sintomas da doença.

De acordo com um porta-voz, o secretário de Habitação não precisou de internação, está de bom humor e "grato por ter acesso a terapias eficazes com as quais se recuperou rapidamente".

Carson é membro do gabinete de Trump desde o início de seu mandato e acompanhou o presidente de perto nos últimos dias da campanha que antecedeu a eleição do dia 3, na qual o democrata Joe Biden foi proclamado vencedor.

Esse é o segundo surto no círculo próximo à Casa Branca. No primeiro, é possível que tenha se espalhado na apresentação da nomeada por Trump para a Suprema Corte, Amy Coney Barrett, no fim de outubro e no qual o presidente pode ter sido infectado.

O presidente foi internado por um fim de semana após apresentar sintomas da doença, incluindo dificuldades respiratórias, embora tenha se recuperado após ser tratado com antivirais e anticorpos./EFE e AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.