Secretário das Relações Exteriores vai hoje ao Haiti

O secretário-geral das Relações Exteriores, Antonio Patriota, embarca na noite de hoje ao Haiti com a missão de negociar com os funcionários locais da Organização das Nações Unidas (ONU) uma melhor via para o ingresso da ajuda internacional, especialmente de alimentos e água. Patriota manterá contatos com o governo de René Préval e com o comando da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti. O Itamaraty prevê que Patriota retorne para o Brasil no próximo domingo.

DENISE CHRISPIM MARIN, Agencia Estado

15 de janeiro de 2010 | 15h48

Patriota está acompanhado pelo ministro João Pedro Costa, responsável pela área administrativa do Itamaraty e diplomata com larga experiência na abertura de representações do Brasil no exterior. Costa terá a tarefa especial de verificar o estado da embaixada brasileira, que sofreu danos estruturais e foi evacuada depois do terremoto da última terça-feira, e avaliar a possibilidade de retirada de documentos e de equipamentos de comunicação. Também será analisada a estrutura do Centro Cultural do Brasil, onde a embaixada está funcionando de maneira improvisada.

Na manhã de hoje, o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, conversou por telefone com o ministro de Negócios Estrangeiros, Stephen Smith, que propôs uma parceria entre as agências de cooperação dos dois países para uma atuação comum no Haiti. A Austrália ofereceu US$ 10 milhões em ajuda para o país. Ontem, Amorim recebeu proposta equivalente do governo canadense.

Tudo o que sabemos sobre:
HaititerremotoAntonio Patriota

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.