Secretário de Defesa americano se esquiva de comentários sobre a CIA

Robert Gates diz não poder comentar sobre atividades da CIA; tropas não pisarão em solo líbio, garantiu

Reuters

31 de março de 2011 | 12h41

WASHINGTON - O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, se recusou nesta quinta-feira, 31, a comentar sobre qualquer atividade da CIA na Líbia, mas assegurou o Congresso americano que não haverá nenhuma "bota sobre o solo" na Líbia.

 

Veja também: 
especialTwitter: 
Acompanhe os relatos de Lourival Sant'anna

especialLinha do Tempo: 40 anos de ditadura na Líbia
blog Arquivo: Kadafi nas páginas do Estado
especialInfográfico:  A revolta que abalou o Oriente Médio

especialEspecial: Os quatro atos da crise na Líbia
especialCharge: O pensamento vivo de Kadafi

 

"Eu não posso falar sobre nenhuma atividade da CIA, mas falo para vocês que o presidente foi bem claro no que se refere às Forças Armadas americanas, não haverá nenhuma bota sobre o solo", disse Gates a congressistas em uma audiência sobre a intervenção na Líbia.

 

Os comentários foram feitos um dia depois do jornal New York Times revelar que o presidente Barack Obama assinou uma ordem secreta autorizando apoio do governo americano às forças rebeldes que procuram derrubar Kadafi.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.