Secretário de Segurança escapa de atentado no México

A onda de violência comandada pelo crime organizado no México, que este ano já matou mais de 500 pessoas, não respeitou nem mesmo o secretário de Segurança Pública da Baixa Califórnia, Manuel Díaz, que saiu ileso de um ataque de pistoleiros. Três seguranças ficaram levemente feridos. O comandante da força policial foi atacado por cerca de 15 pistoleiros quando chegava a seu escritório no centro de Mexicali, capital do Estado, em veículo blindado. A cidade fica na fronteira com os EUA, junto à americana Calexico. Investigadores da Promotoria disseram à imprensa que Díaz escapou graças à blindagem do carro. O procurador de Justiça da Baixa Califórnia, Antonio Martínez, atribuiu o ataque ao crime organizado, sem acusar um grupo em particular. Segundo testemunhas, os pistoleiros fugiram em vários carros, depois de atacar o secretário com fuzis e metralhadoras. A Promotoria investiga o envolvimento de narcotraficantes da Baixa Califórnia, região castigada nas últimas semanas por uma onda de assassinatos, atentados e seqüestros. A onda de crimes afeta principalmente Mexicali e Tijuana, também na fronteira com os EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.