Secretário dos EUA garante que alerta foi "essencial"

O secretário de Defesa Interna dos EUA, Tom Ridge, disse que o governo concluiu que ?era essencial? publicar os documentos de terroristas e elevar o estado de alerta nos EUA a nível laranja em três cidades, a despeito de as informações que serviram de base para as medidas serem de 2000 e 2001.Falando numa entrevista coletiva, Ridge disse que, graças às medidas de segurança reforçadas, ?tornamos mais difícil para os terroristas atingirem seus objetivos mais amplos?. No entanto, investigadores dizem que ainda não se sabe se os supostos terroristas que haviam reunido informações sobre alvos nos EUA ainda se encontram em solo americano, nem se os planos descobertos já não são velhos demais.Um porta-voz da Casa Branca disse que a informação reunida pelos terroristas era detalhada e ?arrepiante?, meses que parte dela parecesse ultrapassada. ?Acho que precisamos manter em mente a história da Al-Qaeda de planejar com antecedência e de atualizar os plano imediatamente antes do ataque?, disse Scott McClellan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.