Secretário-geral da AIEA defende energia nuclear

O secretário-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Yukiya Amano, visitou hoje o local onde houve a explosão na usina nuclear de Chernobyl, na Ucrânia. Amano disse que a atual crise na usina nuclear Daiichi, em Fukushima, no Japão, não enfraquece o valor da energia nuclear.

AE, Agência Estado

20 de abril de 2011 | 10h39

Amano falou no local onde ocorreu o pior acidente nuclear da história. Ele estava acompanhado pelo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, e pelo presidente ucraniano, Viktor Yanukovych.

O diretor da AIEA disse que muitos países continuam a avaliar a energia nuclear como uma importante opção para a diversificação energética, mas que a comunidade global deve fazer o máximo para garantir sua segurança. A visita ocorre dias antes do 25º aniversário do desastre nuclear em Chernobyl, que ocorreu em 26 de abril de 1986. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
energia nuclearAIEAChernobylJapão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.