Secretário-geral da ONU pede libertação de observadores

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, condenou veementemente a captura de observadores militares na Ucrânia e está exigindo a libertação imediata de "forma incondicional" e com os integrantes da equipe "ilesos". Ban disse que aqueles que "continuarem com atos ilícitos serão responsabilizados por suas ações". Ele apelou a todos que têm alguma influência no tema para ajudar a acabar com a detenção, disse o porta-voz da ONU Stephane Dujarric nesta segunda-feira.

AE, Agência Estado

28 de abril de 2014 | 16h05

A equipe de observadores da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), liderada pela Alemanha, estava viajando pelo leste da Ucrânia quando foi detida por separatistas pró-Rússia. O secretário-geral pediu uma redução imediata das tensões na Ucrânia e um retorno ao espírito de transigência mostrado durante as conversas que levaram ao acordo de Genebra, em 17 de abril, afirmou Dujarric. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Onuobservadoreslibertaçãoosce

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.