Secretário-geral da ONU saúda ataques aéreos na Síria

Secretário-geral da ONU saúda ataques aéreos na Síria

"Eu saúdo a solidariedade internacional para enfrentar esse desafio", disse Ban Ki-moon

Estadão Conteúdo

23 de setembro de 2014 | 15h33

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-Moon, elogiou os ataques aéreos contra militantes na Síria que, segundo ele, representam uma ameaça à segurança internacional". Ele abriu sua coletiva de imprensa na cúpula do clima da ONU, nesta terça-feira, pedindo aos líderes mundiais reunidos em Nova York para que "se unam decisivamente" em apoio aos esforços para combater grupos extremistas.

"Eu saúdo a solidariedade internacional para enfrentar esse desafio", disse Ban. Ele advertiu, no entanto, que as partes envolvidas nas ofensivas aéreas precisam respeitar a lei humanitária internacional e tomar todas as precauções necessárias para evitar e minimizar as mortes de civis.

O secretário-geral disse que, apesar de os ataques não responderem diretamente a um pedido do governo sírio, autoridades foram informadas sobre as operações com antecedência. Damasco confirmou que os Estados Unidos informaram sobre a realização das missões.

"Eu destaco também que as ofensivas ocorreram em locais que não estão mais sob controle desse governo", lembrou Ban. "Eu acho que é inegável - e objeto de um amplo consenso internacional - que esses grupos extremistas representam uma ameaça imediata à paz e à segurança internacionais."

Os Estados Unidos e cinco países árabes realizaram ofensivas aéreas contra alvos do Estado Islâmico na Síria pela primeira vez na noite desta segunda-feira, usando aeronaves norte-americanas e mísseis de cruzeiro Tomahawk disparados de dois navios. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
ONUBan Ki-Moonataques aéreos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.