Miguel Gutiérrez/EFE
Miguel Gutiérrez/EFE

Secretário-geral da Unasul celebra avanços nas negociações com as Farc

Ex-presidente da Colômbia, Ernesto Samper afirmou que passo em Havana é 'passo histórico'

O Estado de S. Paulo

23 Setembro 2015 | 16h43

QUITO - O secretário-geral da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), Ernesto Samper, ex-presidente da Colômbia, celebrou nesta quarta-feira, 23, o "passo histórico" nas negociações entre Bogotá e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). 

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, está em Havana e é aguardo um anúncio entre ele e o líder das Farc, Rodrigo Londoño Echeverri, conhecido como "Timochenko". Mais cedo, Santos tuitou em sua conta que "a paz chegou a Havana". 

"Celebro esse passo histórico que dará a mesa de Havana a definir a aplicação da Justiça Transicional (pelos crimes cometidos ao longo dos 50 anos do conflito) que nos permitirá passar do conflito ao pós-conflito", escreveu Samper em sua conta no Twitter. 

"Verdade, reparação e justiça devem ser os três componentes da justiça transicional acordada pela Mesa de Havana", afirmou Samper, que foi presidente colombiano entre 1994 e 1998. / AFP 

Veja os pontos da negociação em Havana 

Mais conteúdo sobre:
Colômbia Farc Ernesto Samper

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.