Seguidora de número 3 milhões do Twitter de Chávez é premiada com casa

Natália Valdivieso, de 19 anos, recebeu a notícia ao ser visitada por um político local pró-Chávez.

EFE,

31 Maio 2012 | 01h18

CARACAS - A jovem Natalia Valdivieso, de 19 anos, receberá uma casa do governo da Venezuela na ilha caribenha de Margarita por ter se tornado na última segunda-feira, 28, a seguidora de número 3 milhões da conta do presidente Hugo Chávez no microblog Twitter.

 

Ela demonstrava grande alegria na segunda-feira em suas mensagens no Twitter após ser parabenizada por seu "querido" presidente no microblog por se transformar em sua seguidora de número 3 milhões. Ela recebeu a notícia da nova casa nesta quarta-feira, ao ser visitada por um político local pró-Chávez.

 

"Aqui estamos visitando Natalia Valdivieso, a seguidora de @Chavezcandanga número 3 milhões", destacou o ex-ministro de Defesa venezuelano Carlos Mata, candidato chavista ao governo da ilha caribenha de Margarita, em declarações divulgadas nesta quarta-feira pela edição digital do jornal estatal "Correo del Orinoco".

 

"Hoje, graças ao Governo Bolivariano, ela terá uma casa digna demonstrando o amor de Chávez por seu povo", acrescentou Carlos Mata. Esta não seria a primeira vez que Natalia é beneficiada por programas governamentais. Segundo Mata, a jovem nasceu com problemas de quadril e, "aos sete anos, graças a uma ajuda do presidente, conseguiu superar este problema de saúde".

 

A casa lhe será entregue "formalmente" nesta quinta-feira, mas a jovem já foi notificada nesta quarta com a visita do candidato governista de que poderá começar sua nova vida no Município Díaz, ao leste da ilha Margarita. "Estou muito agradecida ao presidente Hugo Chávez Frías por tantas coisas que me deu", disse Natalia, em declarações divulgadas pelo mesmo jornal. "Quero dizer-lhe que o amo, lhe mando beijos curadores para que se recupere e fique firme. Sempre me inspirou e sinto muita admiração por sua força", ressaltou a jovem, referindo-se à luta de Chávez contra um câncer.

Mais conteúdo sobre:
Hugo Chávez Venezuela twitter

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.