Seguidores de Pinochet rezam por sua saúde

Um pequeno grupo de seguidores de Augusto Pinochet passou a noite em frente ao Hospital Militar de Santiago, no Chile, onde o ex-ditador chileno permanece internado desde domingo devido a um enfarte do miocárdio e a um edema pulmonar.Cerca de dez simpatizantes do ex-ditador chileno improvisaram um altar no local e rezaram para pedir pela saúde do homem que consideram um salvador da pátria.Pinochet, de 91 anos, teve uma evolução de seu estado, segundo o último boletim médico, emitido neste domingo às 19h30 de Brasília, que, no entanto, advertiu que o militar reformado continua em estado grave e que as próximas 48 horas serão cruciais para sua recuperação.Os médicos descartaram no domingo uma cirurgia considerada de alto risco, devido à reação positiva de Pinochet a uma intervenção para remover coágulos que dificultavam a circulação.O médico Juan Ignacio Vergara, chefe da equipe médica que atende Pinochet, assinalou que o edema pulmonar que afetou o paciente "está resolvido" e assegurou que o ex-ditador está consciente e se comunica com seus parentes e médicos.O governo analisou "brevemente", segundo o ministro e porta-voz, Ricardo Lagos Weber, a situação de Pinochet em reunião do comitê político de ministros que a presidente Michelle Bachelet realiza habitualmente aos domingos à noite em sua casa.Ao fim da reunião, depois da meia-noite (1 hora de Brasília) Lagos Weber afirmou que as autoridades estão mais preocupadas com a agenda da semana e por isso o comitê político não falou muito sobre o estado de saúde de Pinochet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.