BEA/AFP
BEA/AFP

Segunda caixa-preta do avião da Germanwings é encontrada

Equipamento responsável por registrar os dados técnicos do voo ajudará a esclarecer queda do Airbus; 150 pessoas a bordo morreram

O Estado de S. Paulo

02 de abril de 2015 | 10h52

(Atualizada às 12h25) PARIS - A segunda caixa-preta do avião da companhia aérea alemã Germanwings que caiu nos Alpes franceses no dia 24 foi encontrada nesta quinta-feira, 2, pelas equipes de resgate, de acordo com o procurador de Marselha, Brice Robin, responsável francês pelas investigações.

A segunda caixa-preta contém o registro dos dados de voo do avião. As equipes de busca trabalham há dez dias no local da queda do avião. A tragédia matou todas as 150 pessoas que estavam a bordo da aeronave, que fazia o trajeto entre Barcelona, na Espanha, e Dusseldorf, na Alemanha.

A caixa-preta se encontra agora no quartel-general de campanha localizado na cidade de Seyne-les-Alpes, próximo ao local da tragédia, e será entregue para as autoridades que investigam o caso. A segunda caixa-preta deverá completar os dados obtidos da primeira, encontrada no mesmo dia da queda do avião e que contém as gravações na cabine.

Segundo o registro das gravações, o copiloto Andreas Lubitz, de 27 anos, se trancou na cabine quando o comandante se ausentou para ir ao banheiro e teria derrubado o avião deliberadamente.

A análise da segunda caixa-preta será feita pelo Escritório de Investigação e Análise da França (BEA).

Desde o dia da tragédia, a busca da segunda caixa era uma das prioridades dos investigadores, mas a violência do choque, que caiu na montanha a 700 km/h, a deixou escondida entre os destroços da fuselagem. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Germanwingscaixa-prataAndreas Lubitz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.