Segundo debate americano aborda temas conhecidos

O desemprego, a política dos EUA no Iraque e a segurança do país foram os principais temas do 2º debate entre o presidente George W. Bush e seu adversário, o democrata John Kerry, tecnicamente empatados nas pesquisas eleitorais americanas. O debate, realizado na Universidade Washington de Saint Louis (Missouri), foi o único no qual o público, eleitores indecisos escolhidos por uma empresa de pesquisas, puderam fazer perguntas. "Saddam Hussein representava uma ameaça excepcional e o planeta vai melhor desde que ele saiu do poder. Os projetos de meu adversário me levam a concluir que se ele fosse o presidente Saddam estaria no poder, e o mundo seria mais perigoso", afirmou Bush. Kerry retrucou, afirmando que "se os US$ 200 bilhões gastos até agora no Iraque fossem empregados no Afeganistão, Osama bin Laden estaria na prisão ou morto, e o mundo seria menos perigoso". Embora divergentes em todos os aspectos, ambos os candidatos mantiveram uma postura cordial durante este segundo debate, com regras bem menos rígidas que o primeiro. Pesquisas indicam vitória apertada de Kerry Kerry e Bush ficaram praticamente empatados na pesquisa CNN-USA Today-Gallup feita entre norte-americanos que assistiram pela televisão. 47% dos eleitores ouvidos disseram que Kerry teve melhor desempenho (contra 45% para Bush). Segundo outra pesquisa, da ABC News, Kerry venceu o debate para 44% dos eleitores. Bush teve 41% e 13% disseram que houve empate.

Agencia Estado,

09 Outubro 2004 | 00h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.