Segundo lote de agentes químicos tóxicos deixa a Síria

A missão internacional encarregada de retirar as armas químicas do território sírio informou que um segundo lote de agentes químicos tóxicos foi retirado do país.

Agência Estado

27 de janeiro de 2014 | 16h05

A missão conjunta da Organização das Nações Unidas e da Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq) disse que os materiais foram verificados antes de serem carregados em navios dinamarqueses e noruegueses e levados para fora do território sírio.

A missão ONU-OPAQ disse em comunicado divulgado nesta segunda-feira que as embarcações foram acompanhadas por escolta naval fornecida por China, Dinamarca, Noruega e Rússia.

O primeiro lote de precursores químicos de gases venenosos foi removido do país cerca de três semanas atrás. Os agentes químicos mais perigosos do estoque sírio deveriam ter sido retirados do país até 31 de dezembro, mas as condições de segurança ruins, o mau tempo e outros fatores fizeram com que o prazo não pudesse ser respeitado. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriaarmas químicas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.