Segundo refém americano teria sido morto no Iraque

Um site islâmico na internet anunciou que um grupo associado à Al-Qaeda matou um segundo refém americano no Iraque. O anúncio foi feito ao expirar um ultimato de 24 horas dado pelo grupo para que suas exigências fossem cumpridas. "Os zelosos filhos da nação mataram o segundo refém americano... depois do fim do prazo final... Vamos oferecer a vocês em breve o filme do assassinato, se Deus quiser", diz o comunicado, assinado por Abu Maysara al-Iraqi, que já divulgou declarações anteriores em nome do grupo Monoteísmo e Guerra Santa, liderado por Abu Musab al-Zarqawi.Embora a declaração não identifique a vítima, o grupo de Zarqawi havia seqüestrado três estrangeiros - dois americanos e um britânico - semana passada. Ontem foi divulgado um vídeo com a decapitação de Eugene Armstrong, um dos americanos. O outro chama-se Jack Hensley; o britânico é Kenneth Bigley.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.