Segundo turno das eleições no Haiti deste domingo é cancelado

Eleições são adiadas devido à situação de crise eleitoral que vive o país, diz diretor do Conselho Eleitoral Provisório

Efe,

16 de janeiro de 2011 | 02h30

PORTO PRÍNCIPE - O segundo turno das eleições presidenciais e legislativas no Haiti, previsto para este domingo, não será realizado devido à situação de crise eleitoral que vive o país, confirmou o diretor-geral do Conselho Eleitoral Provisório (CEP), Pierre Louis Opont.

 

Veja também:

Tensão no Haiti pode causar nova onda de violência

O responsável do órgão eleitoral explicou que a convocação ficou sem efeito perante a impossibilidade de organizar as votações, de cujo primeiro turno pelo menos foram publicados os resultados definitivos.

Opont disse que não é necessário que a autoridade eleitoral emita uma resolução formal para desconvocar o segundo turno, já que foi o presidente do país, René Préval, que convocou o povo às urnas nas datas propostas pelo CEP e agora, simplesmente, a convocação decaiu, ao não ter sido possível organizar o segundo turno.

O processo eleitoral sofreu atrasos após os resultados do primeiro turno se tornarem públicos, que deram o primeiro lugar à ex-primeira-dama Mirlande Manigat, com 31,37% dos votos e o segundo ao candidato governista Jude Celestin, com 22,48%, o que suscitou uma onda de violentos protestos nas quais houve quatro mortos.

Os fatos, liderados pelos seguidores do cantor e candidato Michel Martelly, excluído do segundo turno, propiciaram um processo de verificação das votações realizado pela Organização dos Estados Americanos.

Tudo o que sabemos sobre:
Haitiinternacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.