, O Estado de S.Paulo

10 de julho de 2010 | 00h00

A Comissão Eleitoral da Guiné anunciou ontem o adiamento do segundo turno das eleições presidenciais no país, previstas para o dia 18, sem fixar nova data. O motivo do adiamento é o atraso na divulgação dos resultados do primeiro turno, realizado no dia 27, por causa das denúncias de fraude feitas pelos 24 candidatos. O primeiro-ministro Cellou Dalein Diallo deve disputar o segundo turno com o líder opositor Alpha Condé.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.