Segundo turno não define sucessor de Vaclav Havel

Apesar de dois turnos de votação, o Parlamento da República Checa não conseguiu escolher o sucessor do presidente Vaclav Havel, trazendo à tona a dificuldade dos políticos para escolher um substituto para um líder que se transformou numa autoridade respeitada no país e no exterior. No terceiro turno, os parlamentares terão de escolher entre o ex-primeiro-ministro Vaclav Klaus, do opositor Partido Cívico Democrático, e o presidente do Senado, Petr Pithart, do Partido Democrata Cristão. A votação pode ocorrer ainda hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.