Segurança descobre bomba e evita tragédia maior na Colômbia

Duas bombas explodiram ontem na cidade de Cartagena, na Colômbia, matando duas pessoas e ferindo outras três. A primeira bomba explodiu em frente ao edifício Chambacú, o mais moderno da cidade, onde funcionam empresas de serviços públicos. Ali morreu uma mulher e outra pessoa foi ferida. Segundo testemunhas, a segurança do prédio descobriu o explosivo a tempo e iniciou a evacuação do edifício, que foi construído pela família do ministro do Desenvolvimento, Fernando Araujo Perdomo, que está seqüestrado desde dezembro de 2000, e não se sabe ainda por quem.O comandante da polícia local, coronel Luis Alberto Guevara, disse que três guerrilheiros das FARC foram presos logo depois do atentado, mas não há informações sobre o envolvimento deles no caso. Guevara contou também que havia informações de que aconteceria uma explosão, mas não foi possível descobrir o local a tempo. A segunda bomba explodiu também em uma empresa de serviços públicos, no bairro de Manga. Um vigilante morreu e duas pessoas ficaram feridas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.