Segurança em Nova York é reforçada

A segurança em Nova York foi reforçada nos aeroportos, metrôs e outros pontos de acesso à cidade. O prefeito Rudolph Giuliani disse ontem que cerca de 4.500 guardas e agentes de segurança foram enviados para monitorar áreas que podem ser usadas para cometer novos ataques suicidas. Giuliani não identificou as áreas, mas disse que, a menos que exista alguma ameaça, nenhum lugar será fechado. Os funcionários de empresas também precisarão mostar suas identidades para entrar em todos os prédios da cidade. O prefeito também pediu para que os novaiorquinos continuem com suas atividades normais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.