Seis carros-bomba em Cidade Sadr deixam 48 mortos e 292 feridos

Pelo menos 48 pessoas morreram e 292 ficaram feridas neste domingo depois da explosão de seis carros-bomba no bairro de Cidade Sadr, no leste de Bagdá, segundo a televisão estatal iraquiana. As explosões se produziram em vários mercados do bairro, de maioria xiita, informou a rede, que não ofereceu mais detalhes. Por sua vez, um porta-voz policial disse que dois dos carros-bomba explodiram depois das 17h50 (8h50 de Brasília) no mercado Al-Ula, enquanto o terceiro voou pelos ares poucos minutos depois em outro mercado popular, chamado Al-Kajara. Um quarto veículo explodiu no mercado de Adajel, enquanto o quinto e o sexto explodiram no mercado de Maridi, indicou o porta-voz. Além disso, um sétimo carro-bomba foi desativado por peritos da Polícia de Bagdá, acrescentou a fonte. Os corpos e os feridos foram transferidos aos hospitais de Al-Kindi, Al-Imame Ali, Ibn Al-Nafis e Chuader, nos arredores dos locais das explosões. O Partido Islâmico Iraquiano, o principal partido da comunidade árabe sunita no Iraque, condenou os ataques e os qualificou de "atos criminosos". A violência sectária se espalhou pelo Iraque desde que, em 22 de fevereiro, um ataque destruiu totalmente a cúpula de um dos templos mais venerados pelos xiitas no Iraque, no qual repousam os corpos de dois dos 12 imames dos xiitas, Ali al-Mahdi e Hassan al-Askari.

Agencia Estado,

13 Março 2006 | 00h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.