U.S. Coast Guard via AP
U.S. Coast Guard via AP

Helicóptero com duas famílias a bordo cai no Havaí e deixa 6 mortos

Aeronave fazia passeio turístico na região; uma pessoa continua desaparecida

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de dezembro de 2019 | 00h16

Os restos mortais de seis pessoas foram encontrados depois que um helicóptero que seguia para uma das costas mais acidentadas e remotas do Havaí caiu no topo de uma montanha na ilha de Kauai, informaram autoridades locais. 

Autoridades disseram nesta sexta-feira, 27,  que não há esperanças de encontrar sobreviventes e que a busca pela última pessoa desaparecida seria retomada na manhã de sábado, dependendo do clima. As vítimas não foram identificadas e suas famílias estão sendo notificadas, disseram as autoridades.

O helicóptero que levava um piloto e seis passageiros desapareceu na noite de quinta-feira quando fazia uma excursão turística pela costa de Na Pali, em Kauai. Acredita-se que duas das vítimas sejam menores de idade, disse a Guarda Costeira. Os destroços da nave foram encontrados nesta sexta-feira.

A empresa dona da aeronave, Safari Helicopters, entrou em contato com a Guarda por volta das 18h de quinta-feira, no horário local, para avisar que o helicóptero estava com 30 minutos de atraso, disseram autoridades. Segundo um relatório preliminar, o piloto disse que o passeio estava saindo da área de Waimea Canyon, conhecida como o "Grand Canyon do Pacífico", por volta das 16h40, no que foi o último contato com o helicóptero, informou a polícia de Kauai.

O Eurocopter AS350 possui um transmissor localizador eletrônico de emergência, mas nenhum sinal foi recebido. Os dispositivos localizadores foram projetados para serem ativados quando uma aeronave cai, disse o porta-voz da Federal Aviation Administration Ian Gregor.

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) exige que os localizadores sejam capazes de suportar o impacto. No entanto, é possível que o dispositivo pare de funcionar em um acidente extremo, disse Gregor. Ele disse que a agência está analisando o histórico de segurança da empresa, mas provavelmente não terá um relatório completo até a próxima segunda-feira. /AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.