Seis esculturas, candidatas a um lugar na Trafalgar Square

Por mais de um século, imensos leões de pedra e uma estátua do maior herói naval da Inglaterra observam as multidões que desfilam por Tragalgar Square. Mas há vaga para mais um monumento e, hoje, o público deu uma olhada, hoje, nos candidatos: seis esculturas, que incluem um modelo de uma mulher inválida e grávida, nua, e um par de mísseis Tomahawk de madeira.Modelos em escala das peças foram expostos na National Gallery, de frente para a praça, e a opinião do público será enviada a uma comissão que indicará o vencedor no ano que vem. A obra escolhida permanecerá por cerca de um ano num pedestal que foi colocado lá, há mais de 150 anos, para uma estátua eqüestre que jamais foi feita. Ele só foi ocupado temporariamente em 1999, quando foi usado para exibir uma série de esculturas de vários artistas.Visitantes curiosos, na National Gallery, que exibe obras-primas de Rafael, Matisse, da Vinci e Turner, examinaram os modelos, mas a maioria não se impressionou.?Não suporto artistas tentando fazer manifestos?, disse Kay Gardiner, um designer londrino de 33 anos.Mas muitos observadores tinham seus favoritos e preencheram o cartão de respostas.?Eu gosto de escultura de protesto?, assegurou Eileen Spiteri, londrina de 75 anos, apontando para a obra de Sokari Douglas Camp, um grupo de manifestantes anti-guerra portando cartazes.A escultora diz que sua obra, forjada em aço inoxidável, remete-se às manifestações recentes contra a guerra do Iraque, que terminaram todas em Trafalgar Square.Os mísseis Tomahawk de Stefan Gec são um manifesto contra a guerra planejado para criar um efeito irônico em Trafalgar Square, cujo nome é uma homenagem à famosa vitória do almirante Horatio Nelson contra os franceses, em 1805.Gec, que chama a escultura de Mannequin, diz que ela ?explora o conceito de vitória e sua comemoração no século 21?.Os mísseis foram feitos de madeira da mesma floresta que supriu os galeões de guerra de Nelson com madeira.A escultura de uma mulher inválida e grávida, chamada Alison Lapper Pregnant, é o retrato de uma amiga. Estão faltando os braços e as pernas são atrofiadas, mas o corpo voluptuoso é esmagadoramente feminino e seu olhar é orgulhoso e alerta.?A estátua de Alison pode representar um novo modelo de heroísmo feminino?, acha Quinn.?Entendo o que o artista está tentando fazer?, explicou Gardiner. ?Mas não é estético, não é o que eu gosto de olhar de preferência.? Chris Burden, uma artista californiana, fez um modelos de dois edifícios construídos da viga mestra de um conjunto arquitetônica. Embora cada torre se pareça com o Empire State Building, de Nova York, elas remetem instantaneamente ao World Trade Center.?Isto despertará a discussão sobre assuntos estéticos, econômicos, estruturais e de segurança envolvidos nas estruturas das edificações que se impulsionam para os céus?, ela afirma.O visitante Olaf Stein, 38 anos, da Alemanha, ficou impressionado.?Prefiro este instintivamente?, disse. ?É uma mente elaborada, parece robusto mas é profundo e vazio.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.