Emilio Morenatti/AP
Emilio Morenatti/AP

Protestos contra resultado das eleições na França deixam 6 feridos e 29 detidos

Praças da Bastilha e da República foram palco das manifestações contra a passagem para o segundo turno de Marine Le Pen e Emmanuel Macron

O Estado de S.Paulo

24 Abril 2017 | 06h41
Atualizado 24 Abril 2017 | 07h53

PARIS - Seis pessoas ficaram feridas, entre elas três agentes das forças da ordem, nos protestos organizados em Paris contra o resultado do primeiro turno das eleições presidenciais francesas. As ações também deixaram 29 detidos, informou nesta segunda-feira, 24, a polícia local.

As praças da Bastilha e da República foram palco das manifestações contra a passagem para o segundo turno da ultradireitista Marine Le Pen e do centrista Emmanuel Macron.

A convocação para a manifestação foi feita por movimentos antifascistas e anticapitalistas, que pretendiam montar "barricadas" para encenar sua rejeição à entrada no jogo dos políticos e sua vontade de construir "outro mundo".

O protesto foi convocado para às 18h locais (13h em Brasília), duas horas antes do fechamento dos colégios eleitorais. Os distúrbios começaram quando as estimativas de voto apontavam para a vitória do ex-ministro de Economia e da líder da Frente Nacional. / EFE

Mais conteúdo sobre:
PARIS França Emmanuel Macron República

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.