Seis ficam feridos em ataque a facadas em estação de trens da China

Um homem feriu a facadas seis pessoas em um ataque na manhã desta terça-feira em uma estação ferroviária na cidade de Guangzhou, no sul da China, disseram a polícia e a mídia estatal, no mais recente de uma série de atentados que estão provocando tensão por todo o país.

BEN BLANCHARD, Reuters

06 Maio 2014 | 08h14

A polícia não deu nenhum motivo para o ataque, mas o nervosismo na China em relação aos militantes islâmicos vem crescendo desde que um carro explodiu nas imediações da Praça Tiananmen em Outubro e 29 pessoas foram mortas a facadas em março na cidade de Kunming, no sudoeste.

O governo culpou na época militantes da região de Xinjiang, no extremo oeste do país. Rica em recursos naturais e com localização estratégica na fronteira da Ásia Central, Xinjiang vive há anos episódios de violência que as autoridades chinesas atribuem a militantes islamitas.

Em Guangzhou, a polícia informou que "chegou rapidamente ao local" nesta terça-feira e matou o atacante. Inicialmente, o diário oficial Nanfang havia dito que um outro suspeito fora preso após fugir do local e outros órgãos da mídia afirmaram que os atacantes eram de dois a quatro, mas depois a polícia emitiu um comunicado dizendo que apenas uma pessoa tomara parte no ataque.

Mais conteúdo sobre:
CHINA ATAQUE ESTACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.