Seis iemenitas acusados por ataque a navio americano

Uma corte de segurança abriu o primeiro julgamento sobre o ataque a bomba contra o destróier americano USS Cole. Seis iemenitas foram acusados de planejar o atentado de outubro de 2000 e de pertencer à rede terrorista de Osama bin Laden. Dezessete marinheiros foram mortos na ocasião, quando dois atacantes suicidas atingiram o destróier com um bote repleto de explosivos. O USS Cole reabastecia no porto de Áden, no sul do Iêmen.Entre os seis acusados em Sanaa nesta quarta-feira está o suposto mentor intelectual do ataque, Abd al-Rahim al-Nashiri, mantido sob custódia americana em local desconhecido. Apenas os demais cinco encontravam-se presentes no tribunal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.