Seis mortos em operação da Otan no leste do Afeganistão

Um adolescente e uma mulher morreram neste domingo durante um tiroteio entre forças da Otan e supostos rebeldes no leste do Afeganistão, em uma operação que também matou quatro insurgentes, informou o comando militar dos Estados Unidos. Em comunicado, o comando lamentou "a perda de vidas civis" na operação, realizada na província de Nanganhar, após a obtenção de "provas críveis" sobre a existência de um comando suicida que planejava atentados contra as tropas internacionais.O fogo cruzado aconteceu quando as forças da Otan tentavam entrar no edifício em que supostamente estavam os rebeldes, causando a morte de uma mulher, um adolescente e quatro militantes.Além disso, uma jovem e uma criança ficaram feridas. Elas foram levadas às instalações médicas da Otan. No edifício, os militares encontraram vários fuzis de assalto AK-47, munição e material diverso para fabricar bombas. Além disso, um homem foi detido e será interrogado, explicaram as forças americanas.Além disso, outra pessoa foi detida na província de Jost, também no leste do país, depois de tropas afegãs e da Otan encontrarem vários lança-granadas, granadas e uma espingarda de assalto numa casa onde supostamente se escondiam militantes talebans, informou o comando dos EUA.A violência aumentou nas últimas semanas no Afeganistão, com ataques e confrontos diários nas áreas do leste e sul do país. Mais de 500 pessoas morreram este ano no Afeganistão vítimas da violência. Elas se somam às cerca de 4.400 que perderam a vida no ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.