Seis pessoas morrem em queda de helicóptero na Rússia

Uma queda de helicóptero na Rússia matou as seis pessoas que estavam a bordo, informou o Ministério de Emergência neste sábado, 24. O incidente é o mais recente em uma série de acidentes fatais em terras russas nos últimos dias. Equipes de resgate encontraram os destroços do helicóptero, propriedade do monopólio de gás da Rússia, a Gazprom. O helicóptero havia desaparecido há dois dias. "Encontramos todas as seis pessoas", disse o porta-voz do ministério, Viktor Beltsov. "Na sexta, encontramos duas e sábado, as outras quatro. Só poderemos transportar os corpos quando o tempo melhorar." O tempo ruim foi citado como uma possível razão para a queda, embora isso não tenha sido confirmado pelo Ministério de Emergências. O tempo esteve encoberto na região durante toda semana. Agências de notícias russas afirmaram que cinco tripulantes e um passageiro estavam a bordo do helicóptero Mi-8, que caiu em uma montanha de cerca de 800 metros de altura durante uma missão ambiental. O helicóptero não retornou à base e não fez contato pelo rádio, informaram as agências de notícias. Pelo menos 177 pessoas morreram em três desastres na Rússia na semana passada - uma explosão de uma mina na região de Kemerovo, um incêndio em um lar de idosos próximo ao Mar Negro e uma queda de avião na cidade de Sâmara. Dois jatos caça russos colidiram na quarta-feira, mas os dois pilotos conseguiram se ejetar e não houve mortos ou feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.