Seis suspeitos de terrorismo indiciados na Itália

A Justiça italiana indiciou seis suspeitos de envolvimento com um grupo que pretendia recrutar voluntários para missões suicidas contra as forças dos EUA no Iraque, informa o noticiário local. O argelino Abderrazak Mahdjoub e cinco outros serão julgados em fevereiro, em Milão, segundo a agência de notícias Ansa. Eles são acusados de associação com fins de terrorismo internacional - crime tipificado na Itália após os atentados de 11 de setembro de 2001.Mahdjoub foi extraditado pela Alemanha em março. Ele havia sido preso em Hamburgo, a pedido das autoridades italianas, que afirma ter chegado ao argelino numa investigação sobre uma quadrilha suspeita de buscar recrutas para um campo de treinamento mantido pelo grupo extremista Ansar al-Islam, baseado no norte do Iraque e ligado à Al-Qaeda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.