Sem ONU, ajuda de alimentos ao Iraque fica bloqueada

A decisão das Nações Unidas, de retirar seu pessoal do Iraque, leva ao bloqueio do programa humanitário de petróleo por comida, que permite a Bagdá vender óleo cru e adquirir alimentos para a população civil. A informação é do secretário-geral da ONU, Kofi Annan, que anunciou a retirada de todo o pessoal internacional da organização do Iraque, acrescentando que essa saída torna ?impraticáveis? todos os programas de auxílio ao povo iraquiano por parte da ONU.Annan afirmou ainda que uma guerra sem o aval das Nações Unidas é duvidosa quanto à credibilidade. ?A guerra é sempre uma catástrofe?, disse. Annan também fez críticas ao regime de Bagdá, dizendo que ?deveria ter cooperado plenamente desde o princípio? com os inspetores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.