Sem sinal de bomba em avião da Qantas

Investigadores australianos em Manila disseram que não encontraram sinal de que uma bomba causou do buraco gigante na fuselagem do jumbo da companhia aérea australiana Qantas que forçou a uma aterrissagem de emergência sexta-feira nas Filipinas.Neville Blyth, investigador-sênior do Escritório Australiano de Transporte e Segurança, disse que o foco está em um cilindro de oxigênio desaparecido do compartimento de carga, que ficou exposto quando um pedaço da fuselagem do 747-400 rasgou a uma altitude de 29 mil pés (8.840 metros) sobre o mar do sul da China.Blyth falou em uma conferência de imprensa neste domingo que testes de resíduos de bomba deram negativo e que autoridades das Filipinas usaram cães farejadores de bomba e não encontraram indicação de explosivos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.