Sem telefone e internet, Exército sírio ataca

Ao mesmo tempo em que grande parte da Síria seguia ontem sem serviços de internet ou telefone - interrompidos desde a quinta-feira -, as forças de Bashar Assad bombardeavam a periferia de Damasco. O Exército sírio retomou um campo petrolífero no leste do país. Segundo os rebeldes, mais de 20 pessoas foram mortas pelo regime nos combates dos últimos dias e teme-se que o apagão da comunicação seja o prenúncio de novos massacres. Na capital síria, a internet e o telefone voltaram no fim do dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.