Sem véu, meninas não são salvas em incêndio na Arábia e morrem

Policiais sauditas proibiram, nesta sexta-feira, que cerca de 15 meninas fossem salvas pelos bombeiros de uma escola em chamas. As 15 meninas morreram. Outras 50 meninas ficaram feridas no incêndio e mais de 700 de seus colegas foram salvos pelos bombeiros.Segundo o jornal The Saudi Gazette, citado pela BBC, os policiais teriam impedido que as meninas fossem socorridas por não estarem vestidas de maneira adequada. Segundo a BBC, testemunhas disseram que policiais da chamada Comissão para a Promoção da Virtude e a Prevenção do Vício bateram nas crianças e fecharam os portões para que elas não deixassem o prédio sem o véu utilizado pelas muçulmanas para cobrir a cabeça. Leia mais no site da BBC

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.