Senado americano prepara projeto de sanções a Caracas

Senadores americanos apresentaram na quinta-feira dois projetos para impor sanções à Venezuela, pedindo que o presidente Barack Obama congele ativos de envolvidos na repressão aos protestos antigoverno e dê uma ajuda de US$ 15 milhões ao país. A Lei para a Defesa dos Direitos Humanos e da Sociedade Civil da Venezuela diz que o dinheiro deve ser usado "para defesa dos direitos humanos, proteção dos veículos de comunicação independentes e fortalecimento da sociedade civil em defesa dos valores democráticos".

O Estado de S.Paulo

15 de março de 2014 | 03h02

A procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega, afirmou ontem que esse dinheiro será usado para financiar ações violentas. Ela lembrou que a lei venezuelana proíbe financiamento externo de ativismo político. "Puniremos os que receberem financiamento de governos estrangeiros", ameaçou. A procuradora-geral pediu "respeito". "Os EUA são a polícia do mundo? Quem lhes deu autoridade para sancionar os países? Rejeitamos a ingerência de qualquer país. Nós resolvemos nossos problemas e respeitamos o direito dos países do mundo de resolver seus conflitos. Queremos respeito." / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.