Senado aprova teste de DNA para imigrante

O Senado francês aprovou na noite de quarta-feira uma versão mais amena da emenda que exige um exame de DNA para imigrantes que pretendem viver no país. O teste será usado para comprovar o parentesco com familiares que residem legalmente na França. Segundo o novo texto, a Justiça e os imigrantes devem autorizar o teste. Os custos do exame terão de ser pagos pelo governo francês. A emenda será votada no fim do mês pela Assembléia Nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.