Senado avalia juiz indicado por Bush para a Suprema Corte

O presidente do Comitê Judiciário do Senado dos EUA, Arlen Specter, prometeu uma audiência "completa, justa e digna" no início das discussões sobre se o juiz Samuel Alito merece se tornar o 110º ocupante de uma vaga na Suprema Corte do país. Na abertura da audiência de confirmação, políticos do Partido Democrata prometeram interrogar Alito, indicado pelo presidente George W. Bush, sobre os poderes constitucionais, igualdade de direitos e aborto - questões que vêm ocupando a Suprema Corte há décadas.Muitos criticaram a atuação de Alito como juiz de apelações, posto que ocupou por 15 anos. "Seu histórico levante questões preocupantes sobre se você considera os pesos e contrapesos em nossa Constituição - os esforços cuidadosos de nossos Pais Fundadores para proteger-nos de um governo ou de um presidente determinado a amealhar muito poder sobre nossas vidas", disse o senador Dick Durbin.Senadores do Partido Republicano defenderam Alito, escolha de Bush para a vaga da juíza Sandra Day O´Connor, que decidiu se aposentar. Para os correligionários de Bush, Alito é um jurista brilhante e equilibrado, um nome que será bem-vindo na corte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.