Senado boliviano adia debate sobre embaixador venezuelano

O Senado da Bolívia não incluiu na agenda de terça-feira o debate de uma resolução de protesto da oposição contra o embaixador da Venezuela, Julio Montes, por suposta intromissão em assuntos internos bolivianos.O projeto de resolução, que procura declarar Montes "persona non grata", foi apresentado pelo senador Oscar Ortiz, da aliança de oposição Poder Democrático e Social (Podemos).Ortiz deverá esperar o procedimento legislativo de três dias. Ele disse que Montes deve ser censurado pelo governo boliviano porque "os diplomatas não podem promover um confronto e muito menos se oferecer a participar de um conflito entre duas nações".Montes afirmou no sábado que venezuelanos ofereceriam "seu sangue e suas vidas" para defender a revolução socialista boliviana.Após a sessão, o senador governista Guido Guardia rejeitou a proposta de Ortiz ao recordar que muitos venezuelanos lutaram pela independência da Bolívia, como Simón Bolívar e Antonio José de Sucre.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.